Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Posted on Jan 3, 2013 in Catarata, Cirurgias, Serviços, Videos

Catarata – Lente intra-ocular

 

 

lente intraocular (LIO) funciona quase do mesmo modo que a cristalino: do cristalino: ela concentra a luz na parte de trás do olho (a retina). A retina converte os raios de luz em impulsos elétricos que viajam pelo nervo óptico até o cérebro, onde são convertidos em imagens.

Se a luz não for concentrada da maneira certa na retina, o cérebro não consegue “enxergar” as imagens corretamente.

O tipo mais comum de LIO é chamado de lente da câmara posterior, o que significa que ela é colocada atrás da iris na cápsula da lente onde a lente natural costumava ficar. Quando é colocada na frente da íris, como pode acontecer quando a cápsula da lente está danificada, ela é chamada de lente da câmara anterior. Nos dois casos, pequenos braços (háptico) que se estendem a partir da lente ajudam a segurá-la no lugar.

A LIO padrão, ou monofocal, fornece um ponto focal definido, normalmente para visão à distância. Isso permite que os pacientes de cirurgia de catarata enxerguem claramente dentro de uma faixa. Aproximadamente 95% das pessoas que recebem uma LIO padrão têm sua visão restaurada ao seu estado de antes da catarata.(1) Mas a maioria dos pacientes ainda precisará de óculos para ler ou enxergar à distância.

A lente acomodativa também é uma lente monofocal , mas essa LIO é desenvolvida para se mover em resposta aos próprios músculos do seu olho. Quando você olha algo que está longe, os músculos do seu olho relaxam e podem fazer com que a lente se mova ligeiramente para trás e assuma uma posição plana. Quando você muda seu olhar para algo que está perto, os músculos se contraem, o que pode mover a lente ligeiramente para frente e fazer com que ela fique mais curva.

A lente multifocal inclui correções para visão de perto, intermediária e à distância na mesma lente. Isso é possível por meio de óptica altamente especializada que divide a luz e a concentra em mais de um ponto para fornecer um alcance de perto a longe. Graças à capacidade da lentes multifocais de concentrar a luz em mais de um ponto, essas lentes demonstraram reduzir significativamente a dependência em óculos.

lentes tóricas são projetadas para neutralizar o astigmatismo, reduzindo ou eliminando a necessidade de óculos para longe. Essas lentes também podem eliminar, em muitos casos, a necessidade de incisões relaxantes limbares, uma técnica na qual as incisões são feitas na borda da córnea para fazer com que ela cicatrize de forma mais esférica.